Empréstimos

Aumento das taxas pode diminuir novos empréstimos à habitação em 30%

...afetando especialmente as famílias mais pobres.
26 Setembro 2022

A subida acentuadas das taxas Euribor nas últimas semanas pode reduzir a capacidade de aceder a novos empréstimos em cerca de 30% já no próximo mês, afetando especialmente as famílias com rendimentos mais baixos. 

De acordo com uma simulação realizada para diário pelo Eupago, um intermediário de crédito, um casal, com 30 anos, com um rendimento mensal líquido de 1800 euros, sem descendentes e sem outros empréstimos, poderia aceder em Janeiro a um financiamento de 226 mil euros, a pagar em 37 anos.

Mas com a subida das taxas, ou seja, considerando que a média da Euribor a 12 meses deverá ficar em 2% no corrente mês de Setembro, o mesmo casal já só consegue obter um empréstimo de 163.500 euros. Ou seja, menos 28% do que em Janeiro.